A Barra da Tijuca, esse pedaço de Rio de Janeiro que fica um pouco distante da famosa Zona Sul, mostra de maneira generosa o que faz desta uma Cidade Maravilhosa. Uma mistura equilibrada e estimulante de lojas bacanas, ótimos restaurantes, atrações culturais e deslumbrante natureza. A Barra da Tijuca é considerada a maior praia do Rio de Janeiro, é “dona” de quase 15 km de orla. Praias mais tranquilas – quando comparada com o fervo de Copacabana ou Ipanema – com areia branca e mar azul. Um convite para viver o melhor do lifestyle carioca.

Toda essa região oeste da cidade – que inclui também Jacarepaguá e Recreio dos Bandeirantes – consolidou-se como o novo turismo no Rio a partir de 2016, quando o Brasil recebeu os Jogos Olímpicos. E não poderia haver melhor lugar para uma Olimpíada: o esporte é a marca da Barra da Tijuca. Sempre haverá futevôlei, gente correndo ou pedalando, praticando slackline ou surfando. Se é para viver ali, que seja ao ar livre!

A Barra é mesmo um Rio de Janeiro diferente. Com muito mais verde no entorno e maior extensão de areia, a beira da praia é um atrativo à parte. A sensação é de estar bem próximo da natureza, em um local menos urbano e mais praiano, mais descontraído, mais relax. As velas coloridas de kitesurf desenhadas sobre o imenso azul do céu e do mar contribuem para realçar essa impressão.

É como disse uma amiga ao retornar de uma temporada no Rio: “Do pedaço de praia perto da clássica barraca do Pepê, ponto de encontro de quem curte um surf, passando pela Praia da Reserva, recanto mais sossegado e preservado na beira da Lagoa de Marapendi, continuando pelo Recreio e Pontal até chegar na Praia da Macumba, seguramente você vai encontrar a sua turma”.

Aventuras

Caiaques nas Ilhas Tijucas

O Espaço Pura Vida está entre aquelas parada essenciais que fazem a gente se sentir “local”, integrado ao jeito carioca de ser. A casa, localizada em frente ao canal da Barrinha, é o local ideal para ficar em contato com a natureza, praticar esportes, yoga e ainda se alimentar de maneira saudável.

Lá é possível alugar pranchas de stand up paddle (SUP), caiaques e realizar a travessia até as Ilhas Tijucas – arquipélago entre São Conrado e Barra – em grupos de amigos ou em família. Outra atração especial é o passeio de big SUP, prancha que comporta até 10 pessoas: uns remam, outros apreciam a vista, todos se divertem. Para completar o programa, o Espaço Pura Vida oferece hambúrgueres veganos, wraps, açaís, sucos, vitaminas e sobremesas saudáveis. Nos finais de semana há opções de café da manhã e almoço. Dá pra ficar lá o dia todo.

A Barra é mesmo um Rio de Janeiro diferente. Com muito mais verde no entorno e mais areia, a beira da praia é um atrativo à parte. A sensação é de estar bem mais próximo da natureza.

Quem curte o SUP precisa conhecer também a Casa do Remo, que fica na beira do canal do mangue, na Barra da Guaratiba, com suas águas calmas e sem ondulação. Ali é possível alugar equipamentos e aproveitar a linda paisagem, que mescla praias, restingas, manguezais e mata atlântica.

Fome de quê?

Barraca do Pepê

A barraca do Pepê, quiosque mais famoso de sucos e sanduíches da cidade, é point da galera mais jovem que mora no bairro. Fica bem no comecinho da Praia da Barra. E essa é só uma das opções, pois a Barra passou por uma revolução gastronômica nos últimos anos. Você encontrará por lá o TT Burger, famoso hambúrguer do chef Thomas Troisgrois, e também o restaurante vegetariano .Org Bistrô, da Tati Lund, apresentadora do canal GNT. Se a fome é de pizza, vá na Bráz. Os shopping centers têm alas gourmets com opções para todos os gostos, incluindo restaurantes bem especiais, como a CT Brasserie e Pâtisserie, do chef celebridade Claude Troisgros, o Pobre Juan, clássico do Rio, e o Aconchego Carioca, com seus bolinhos incríveis – prove o de feijoada. Todos esses estão no Village Mall, um dos shoppings mais novos e mais bonitos do Rio.

Mergulho em cultura

Cidade das Artes

A Barra da Tijuca reserva diversas surpresas para quem adora arte e cultura. A Fundação Cidade das Artes ocupa um prédio que parece uma escultura, projetado pelo arquiteto francês Christian de Portzamparc. Só isso já valeria a visita. A Fundação dá luz e espaço a todas as manifestações artísticas: música, teatro, cinema, dança, artes plásticas.
O complexo abriga duas salas de espetáculos – a Grande Sala e o Teatro de Câmara – e 21 espaços multiúso, com galeria de arte, salas de ensaio, salas de aula, sala de leitura, lojas, cafeteria e restaurante e jardins. Sempre tem programação rolando e, por isso, a cada ida ao Rio vale a pena conferir o site: cidadedasartes.rio.rj.gov.br.

Casa do Pontal

Museu Casa do Pontal

Outro programa cultural muito interessante é a visita ao Museu Casa do Pontal. O acervo de arte popular brasileira – são aproximadamente 5 mil esculturas de mais de 200 artesãos de todas as regiões do país – é resultado da dedicação do designer francês Jacques Van de Beuque, que pesquisou o assunto por mais de 40 anos. O museu fica num sítio com um jardim que convida a curtir o dia a céu aberto.

Para quem curte arte e cultura, a Barra da Tijuca reserva ótimas surpresas, como a Fundação Cidade das Artes

Sítio Burle Marx

Sítio Roberto Burle Marx

Parece um sonho, mas é a casa onde viveu o paisagista Roberto Burle Marx. O sítio detém um acervo botânico e paisagístico que inclui cerca de 3 mil e quinhentas espécies cultivadas, com ênfase em plantas tropicais do Brasil, além de estar localizado em uma região de vegetação nativa. Residência do paisagista entre 1973 e 1994, ano de sua morte, o sítio é reconhecido como uma das mais importantes coleções de plantas vivas existentes no mundo.
O lugar é lindíssimo e vale muito uma visita. Escolha um dia de céu limpo e reserve algumas horas para percorrer com calma os jardins, a casa do artista, seus dois ateliês e uma pequena capela do século XVII restaurada por Burle Marx.

Verde e azul

Parque Nacional da Tijuca

A Barra da Tijuca combina mar e mato. Além das já citadas maravilhosas praias, há uma infinidade de parques e florestas. O Parque Nacional da Tijuca integra a lista dos mais procurados e visitados no Brasil: são 2 milhões de visitantes por ano. É uma oportunidade de mergulhar na natureza num cenário que reúne montanhas, grutas, cachoeiras e trilhas. A trilha para a Pedra da Gávea leva a um dos mirantes mais bonitos da cidade.

Laghetto Stilo Barra Rio

Piscina – Hotel Laghetto Stilo Barra Rio – Foto: Eduardo Almeida

A Rede Laghetto Hotéis, reconhecida pela forte presença no Rio Grande do Sul, chegou ao Rio de Janeiro ocupando um dos melhores endereços da cidade: o prédio fica de frente para a Av. Lúcio Costa, à beira-mar, e a entrada do hotel é feita por uma tranquila rua lateral, a Marcelo Roberto.

O Stilo Barra Rio dispõe de 311 apartamentos e suítes e uma estrutura completa, incluindo restaurante, piscina, jacuzzi, bar, fitness center, SPA, sauna seca e úmida, centro de eventos e business center. E toda a exclusividade em serviços especiais, como locação de bicicletas, amenities da L’Occitane, menu de travesseiros, Guest Relations, serviço de praia e assessoria esportiva. O hotel é “pet friendly”: cães e gatos de pequeno e médio portes são bem-vindos.

Deixe uma resposta