Com diversos protocolos e muita tecnologia para a proteção dos visitantes o Festuris Gramado 2020 mostra que é possível o retorno dos grandes eventos com segurança.

O setor de turismo está pronto para retomar os negócios. Essa foi a mensagem principal passada durante a abertura da 32ª edição do Festival Internacional de Turismo de Gramado, o Festuris. A feira de negócios turísticos, que começou nesta quinta-feira (5) e vai até o domingo (8), nos pavilhões do Serra Park, em Gramado, será a primeira da América Latina a ser realizada no formato presencial desde o início da pandemia.

Durante a abertura oficial na noite desta quinta-feira, no Serra Park, Eduardo Zorzanello, um dos diretores da Rossi & Zorzanello, empresa organizadora da Festuris, afirmou que a realização do evento foi obtida graças a “resiliência e superação” do setor turístico. 

“Com muita empatia e união de todos os players criamos inúmeras ações para minimizar os impactos da crise. Somos a primeira feira das Américas a retornar, graças à ajuda de entidades, empresas e do poder público”

Eduardo Zorzanello

Zorzanello também lembrou que a realização de eventos testes permitiu implantar protocolos de saúde e segurança para a realização de feiras do porte do Festuris. 

O governador Eduardo Leite destacou que, graças à implantação do modelo de distanciamento controlado pelo governo do Estado, em maio, foi possível estabelecer protocolos para as atividades econômicas, que permitiram uma retomada mais fácil após o período mais duro da pandemia. “Passado o momento mais dramático, que foi no inverno, passamos a ter segurança para dar os passos seguintes, antes liberando os eventos corporativos, agora também os festivos e sociais”, afirmou.

Entrentanto, Leite destacou que o setor público e privado não pode permitir, por descuidos na segurança sanitária, gerar uma segunda onda de contaminações, como vem ocorrendo na Europa. “Temos que garantir estabilização no quadro de internações, preservando vidas e a economia, até que haja condições de imunização da população”, afirmou.

Confira a matéria completa de Marcelo Beledeli no Site do Jornal do Comércio

Deixe uma resposta